PUBLICIDADE

Como votam os ministros do STF

Veja como votaram os ministros do STF em votações importantes como a criminalização da homofobia, do porte de drogas, a prisão em segunda instância e registro para transexuais.

Infográfico: animação com o placar de votações importantes no STF, como homofobia, porte de drogas e prisão em 2ª instância. Veja como cada ministrou votou.

Placar das votações

Como ficou o placar de votos a favor e contra no STF em cada um dos temas a seguir:

Votação A favor Contra Não votaram
Homofobia ser considerada racismo 8 3
Prisão em segunda instância 6 5
Trabalho insalubre para gestantes e lactantes 1 10
Registro civil para transexuais 11 0
Privatizações sem aval do congresso 6 5
Criminalização do porte de drogas* 3 8
Extradição do italiano Cesare Battisti (2009) 5 4

Quem votou a favor e contra

Veja como votou cada ministro do Supremo Tribunal Federal:

Votação Alexandre de Moraes Cármen Lúcia Celso de Mello Dias Toffoli Edson Fachin Gilmar Mendes Luiz Fux Marco Aurélio Mello Ricardo Lewandowski Roberto Barroso Rosa Weber
Homofobia ser considerada racismo A favor A favor A favor Contra A favor A favor A favor Contra Contra A favor A favor
Prisão em segunda instância A favor A favor Contra Contra A favor Contra A favor Contra Contra A favor A favor
Trabalho insalubre para gestantes e lactantes Contra Contra Contra Contra Contra Contra Contra A favor Contra Contra Contra
Registro civil para transexuais A favor A favor A favor A favor A favor A favor A favor A favor A favor A favor A favor
Privatizações sem aval do congresso A favor Contra A favor A favor Contra A favor A favor Contra Contra A favor Contra
Criminalização do porte de drogas* Não votou Não votou Não votou Não votou Contra Contra Não votou Não votou Não votou Contra Não votou
Extradição do italiano Cesare Battisti** Não era ministro Contra Não era ministro Não era ministro Não era ministro A favor A favor (em 2018) Contra A favor Não era ministro Não era ministro

*O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, pautou para o dia 6 de novembro o julgamento sobre a criminalização da posse de drogas para consumo próprio.

**STF autorizou em novembro de 2009 a extradição do italiano Cesare Battisti, deixando para o então presidente Lula a palavra final, que decidiu não extraditar

Votação sobre aborto no STF

Maio de 2019: Com mudança de pauta no STF, parlamentares ganham tempo para combater o aborto

 

Mais infográficos sobre o STF