PUBLICIDADE

Atlas da violência 2019

Veja a evolução das taxas de homicídio no Brasil até 2017, dado mais atualizado, e o detalhamento de assassinatos de mulheres, jovens e negros. Todas as taxas aumentaram em nível nacional. Baixe também o documento completo com todos os dados do Atlas da Violência 2019, uma publicação do Ipea e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Taxa de homicídios

Veja a taxa de homicídios para cada 100 mil habitantes e a variação anual em cada estado

estado 2016 2017 Variação %
Rio Grande do Norte 53,4 62,8 17,6%
Acre 44,4 62,2 40,1%
Ceará 40,6 60,2 48,3%
Sergipe 64,7 57,4 -11,3%
Pernambuco 47,3 57,2 20,9%
Pará 50,8 54,7 7,7%
Alagoas 54,2 53,7 -0,9%
Bahia 46,9 48,8 4,1%
Amapá 48,7 48 -1,4%
Roraima 39,7 47,5 19,6%
Goiás 45,3 42,8 -5,5%
Amazonas 36,3 41,2 13,5%
Rio de Janeiro 36,4 38,4 5,5%
Espírito Santo 32 37,9 18,4%
Tocantins 37,6 35,9 -4,5%
Paraíba 33,9 33,3 -1,8%
Mato Grosso 35,7 32,9 -7,8%
Brasil 30,3 31,6 4,3%
Maranhão 34,6 31,1 -10,1%
Rondônia 39,3 30,7 -21,9%
Rio Grande do Sul 28,6 29,3 2,4%
Paraná 27,4 24,4 -10,9%
Mato Grosso do Sul 25 24,3 -2,8%
Minas Gerais 22 20,4 -7,3%
Distrito Federal 25,5 20,1 -21,2%
Piauí 21,8 19,4 -11,0%
Santa Catarina 14,2 15,2 7,0%
São Paulo 10,9 10,3 -5,5%

Veja mais dados do Atlas da Violência 2019

Fonte: IBGE/Diretoria de Pesquisas (Atlas da Violência 2019).


Leia mais: Violência cai em 15 estados, mas Norte e Nordeste puxam pra cima taxa de homicídios no país

Taxa de homicídios de jovens e negros

Veja a taxa de homicídios específicas para jovens e negros no Brasil

Homicídios de jovens (15-29 anos)

estado Variação 2016-17 homicídios/100 mil hab (2017)
Rio Grande do Norte 21,3% 152,3
Ceará 60,0% 140,2
Pernambuco 26,2% 133,0
Alagoas 5,1% 128,6
Acre 50,5% 126,3
Sergipe -12,1% 125,5
Bahia 4,8% 119,8
Amapá -1,2% 100,2
Pará 7,5% 100,2
Rio de Janeiro 5,6% 92,6
Goiás -5,0% 91,6
Espírito Santo 20,2% 86,0
Amazonas 19,0% 80,5
Tocantins 7,3% 72,4
Paraíba 2,1% 72,0
Brasil 6,7% 69,9
Roraima 6,6% 64,8
Rio Grande do Sul 2,6% 64,0
Maranhão -8,1% 59,8
Mato Grosso -10,4% 54,0
Paraná -13,3% 49,9
Rondônia -12,8% 46,5
Minas Gerais -11,2% 44,2
Mato Grosso do Sul 0,1% 40,6
Distrito Federal -21,3% 39,7
Piauí -13,9% 38,9
Santa Catarina 11,0% 30,2
São Paulo -2,8% 18,5

Homicídios de negros

Considerando a soma de pardos e pretos

estado Variação 2016-17 homicídios/100 mil hab (2017)
Rio Grande do Norte 23,5% 87,0
Ceará 94,4% 75,6
Pernambuco 21,1% 73,2
Sergipe -12,9% 68,8
Alagoas -2,6% 67,9
Acre 39,7% 65,6
Pará 7,0% 61,7
Bahia 5,5% 55,3
Amapá -7,0% 55,2
Roraima 18,8% 54,9
Goiás -4,5% 53,0
Espírito Santo 18,8% 50,2
Rio de Janeiro 4,9% 49,9
Amazonas 13,3% 48,7
Paraíba -0,3% 46,4
Brasil 7,2% 43,1
Mato Grosso -9,1% 38,5
Tocantins -2,0% 37,7
Rio Grande do Sul -0,2% 36,7
Maranhão -7,7% 35,0
Rondônia -21,9% 32,4
Mato Grosso do Sul -0,4% 28,4
Distrito Federal -24,7% 26,0
Minas Gerais -7,6% 25,1
Santa Catarina 2,3% 22,9
Piauí -10,6% 21,5
Paraná 0,1% 19,0
São Paulo -6,7% 12,6

Veja mais dados do Atlas da Violência 2019

Fonte: IBGE/Diretoria de Pesquisas (Atlas da Violência 2019).

Leia mais: Qual é o dia e o horário que mais se mata no Brasil. E quem mais é vítima de assassinato

Assassinato de mulheres

Veja o total de assassinatos de mulheres no Brasil em 2017, as taxas proporcionais à população e a variação anual

*taxa: homicídios a cada 100 mil habitantes

estado total taxa* variação 2016-2017
Ceará 374 8,1 70,4%
Amapá 27 6,8 55,7%
Rio Grande do Norte 148 8,3 46,6%
Acre 34 8,3 45,5%
Espírito Santo 151 7,5 43,6%
Sergipe 77 6,6 27,0%
Rondônia 62 7,0 13,6%
Bahia 487 6,3 9,8%
Alagoas 111 6,4 9,2%
Pernambuco 310 6,3 9,2%
Roraima 27 10,6 6,2%
Goiás 256 7,6 6,2%
Brasil 4.936 4,7 5,4%
Pará 311 7,5 4,5%
Piauí 52 3,2 3,6%
Paraná 247 4,3 3,0%
Minas Gerais 388 3,7 2,9%
Santa Catarina 109 3,1 0,6%
Rio Grande do Sul 302 5,2 -2,3%
Amazonas 115 5,7 -2,4%
São Paulo 495 2,2 -3,1%
Rio de Janeiro 401 4,7 -6,8%
Mato Grosso 92 5,6 -12,6%
Tocantins 38 5,0 -16,6%
Paraíba 88 4,2 -18,3%
Maranhão 127 3,6 -20,7%
Mato Grosso do Sul 61 4,5 -24,6%
Distrito Federal 46 2,9 -29,7%

Veja mais dados do Atlas da Violência 2019

Fonte: IBGE/Diretoria de Pesquisas (Atlas da Violência 2019).


Leia mais: Assassinato de mulheres cresce 30% em dez anos; país tem média de 13 mortes por dia

Baixe o relatório completo com todos os dados: Atlas da Violência 2019