PUBLICIDADE

Eleições na Argentina em 2019

Os pré-candidatos para as eleições primárias argentinas de 11 de agosto já foram definidos. Aqueles que conquistarem 1,5% dos votos válidos estarão aptos a disputar as eleições presidenciais de 27 de outubro. Se houver, o segundo turno será disputado em 24 de novembro. Veja como se formaram as alianças:

Juntos pela Mudança

Candidatos: Mauricio Macri (presidente) e Miguel Pichetto (vice)

Coligação: PRO, UCR, Coalizão Cívica – ARI, Partido do Diálogo, Partido Fe, Partido Democrata Nacional, Movimento de Integração e Desenvolvimento e Partido União Popular (de Pichetto).

 

Frente de Todos

Candidatos: Alberto Fernández (presidente) e Cristina Kirchner (vice)

Coligação: Partido Justicialista (PJ), Frente Renovador, Kolina, Partido da Vitória, Novo Encontro, Frente Grande, Compromisso Federal, Movimento Yrigoyenista, Partido Intransigente, Partido do Trabalho e do Povo, Partido Comunista, Unidade Popular, Partido Solidário, Movimiento Projeto Sul, Somos, FORJA.

 

Consenso Federal

Candidatos: Roberto Lavagna (presidente) e Juan Manuel Urtubey (vice)

Coligação: Partido Socialista, Partido GEN, Terceira Posição, Azul e Branco, Livres do Sul, Partido Federal e Democrata Cristão.

 

Frente de Esquerda dos Trabalhadores (FIT)

Candidatos: Nicolás del Caño (presidente) e Romina del Plá (vice)

Coligação: Partido dos Trabalhadores Socialistas, Partido Obrero, Esquerda Socialista e Movimiento Socialista dos Trabalhadores.

 

Frente Despertar

Candidatos: José Luis Espert (presidente), vice a confirmar

Coligação: União do Centro Democrático e Partido Nacionalista Constitucional.

 

Frente NOS

Candidatos: Juan José Gómez Centurión, vice a confirmar

Coligação: Partido Conservador Popular e Nova Unidade Cidadã.

 

Frente Patriota

Candidatos: Alejandro Biondini e Emilio Venturini

Coligação: Dignidade Popular, Movimento, e Frente Patriota.

 

Partido Novo MAS

Candidatos: Manuela Castañera (presidente) e Eduardo Mulhall (vice)